5 Hábitos Para Otimizar Recursos No Canteiro De Obras

Quando o assunto é desempenho na construção civil, então sabemos que cumprir os prazos e orçamento estipulados para a execução de uma obra é fator decisivo. No entanto, otimizar recursos no canteiro de obras costuma ser um dos principais desafios das empresas e profissionais. 

É claro que o primeiro passo para que seja possível otimizar os recursos da obra de forma eficiente é dedicar tempo à etapa de planejamento da obra. Ou seja, fazer o levantamento das atividades necessárias por meio de um cronograma de obras e identificar os custos necessários para a execução de cada uma delas. 

De certo que executar e gerenciar uma obra envolve uma série de serviços e atividades e, para fazer isso de forma eficiente, é importante buscar formas de melhorar os processos utilizados. A seguir você confere as nossas melhores dicas para otimizar recursos da obra da melhor maneira. Boa leitura! 

Por que investir na otimização de recursos da obra? 

A verdade é que a qualidade da gestão tem efeito direto sobre qualquer obra – não importa se estamos falando da reforma de um pequeno apartamento ou de uma grande construção. Não à toa, uma das principais preocupações no segmento da construção civil é buscar formas de reduzir os custos de uma obra. 

É claro que, nesse cenário, o responsável pela obra tem um papel fundamental! Qualquer falha na hora de planejar as ações, delegar as tarefas e fazer o acompanhamento e controle da obra pode comprometer os resultados esperados. 

Justamente por isso é que é preciso dedicar tempo ao planejamento de cada uma das fases da obra. Isso é o que ajuda a antecipar imprevistos e desvios de rota. 

Otimizar recursos significa tirar melhor proveito das atividades realizadas, e nesse contexto o uso de tecnologias especializadas ganha cada vez mais espaço. 

Como otimizar recursos na obra?

Agora que você já entendeu a importância de otimizar recursos na obra, é hora de abordarmos as melhores práticas e hábitos para que seja possível obter os resultados desejados.

Certamente, você já conhece as atividades necessárias para que seja possível realizar um gerenciamento de obra de maneira eficiente. No entanto, levando em consideração a individualidade de cada obra, é preciso alguns cuidados importantes na hora de planejar a sua obra. Veja quais são eles: 

1) Cronograma físico-financeiro

Esse deve ser o seu ponto de partida! Afinal, é por meio do cronograma físico-financeiro que você será capaz de acompanhar as etapas da obra, os serviços e insumos necessários para a execução de cada uma delas e, o principal, o investimento necessário para o cumprimento de cada uma dessas etapas.  

É por meio dessa ferramenta que o gestor deverá acompanhar o andamento da obra, sempre levando em consideração aquilo que foi definido na etapa de planejamento.

Sendo assim, o cronograma físico-financeiro é essencial para que seja possível otimizar os recursos da obra, pois possibilita que os profissionais responsáveis pela obra tomem decisões de forma mais rápida e assertiva, sem extrapolar os limites estabelecidos. 

2) Escolha dos insumos da obra 

Quando o assunto é otimizar recursos, a escolha dos materiais tem grande importância. Isso porque equipamentos mais modernos não só diminuem o risco de falhas e a necessidade de manutenção, mas também agilizam o processo construtivo. 

Por isso é sempre importante considerar o custo-benefício na hora de selecionar os materiais e ferramentas da obra. Cuidado com aquelas economias que podem acabar custando caro no futuro! 

Outra prática importante quando o assunto é a escolha dos insumos da obra é dedicar tempo ao levantamento quantitativo e a etapa de cotação dos materiais. Lembre-se que comprar materiais a mais pode ser tão prejudicial quanto comprar em quantidades menores do que as necessárias! 

3) Planejamento logístico

Ainda falando sobre a compra de materiais e insumos, outro ponto fundamental a ser considerado é o planejamento logístico da obra. Isso significa que você precisa programar a compra e entrega de materiais para evitar a paralisação da obra. 

Afinal, uma obra interrompida por conta da falta de materiais pode ter impactos significativos nos prazos e até no aumento de custos. 

Não se esqueça de organizar o canteiro de obras para evitar danos e perdas. É preciso dispor os materiais, pessoas e equipamentos da forma mais eficiente possível, reduzindo o movimento das equipes no canteiro de obras. Isso serve não só para preservar os insumos da obra, mas também para evitar acidentes no canteiro de obras! 

4) Controle de resíduos 

Evitar o desperdício no canteiro de obras é outro hábito fundamental para otimizar recursos. 

Uma pesquisa realizada pela USP demonstrou que o desperdício médio no canteiro de obras é de 8%, o que é mais um indicativo de que o setor de gestão não controla a eficiência do uso dos materiais. Isso inclui também as sobras e entulho da sua obra! 

Os resíduos de obra produzidos pelo setor da construção civil são um dos maiores responsáveis pela produção de lixo no mundo, e quando mal gerenciados, podem causar graves impactos ambientais. 

A dica aqui é incorporar a chamada cultura dos 3R da sustentabilidade no canteiro de obras: reduzir, reutilizar e reciclar. O objetivo é não só combater o desperdício, mas principalmente conscientizar os colaboradores de obra sobre a importância de maximizar a utilização de todos os recursos da obra. 

5) Uso de tecnologias 

Por fim, para otimizar recursos da forma mais eficiente possível, é recomendada a utilização de softwares especializados em obras. 

Como são capazes de integrar todas as áreas da empresa, essas ferramentas ajudam a evitar ruídos de comunicação entre membros da equipe, permitem a realização do levantamento dos custos da obra de forma precisa, ajudam a planejar as atividades e o seu sequenciamento de forma assertiva, além de otimizarem o controle das etapas da obra. 

Sendo assim, o uso de softwares como o VEJA OBRA possibilita a organização e compartilhamento das informações da obra em tempo real, o que confere maior agilidade ao processo de tomada de decisão. 

Ainda não utiliza uma solução tecnológica para te ajudar na gestão das suas obras? Acesse agora o VEJA OBRA e teste grátis por 14 dias! 

0 visualização0 comentário